terça-feira, 5 de agosto de 2014

Salut!



Olá, damas e cavalheiros!

Sou uma nova ajudante aqui na Paradise Yaoi e espero me dar bem com todos ^^"

Meu primeiro ship yaoi, como o de muitos, foi Touya e Yukito, embora naquela época eu não entendesse pacas sobre o universo e tal.


(vai dizer que não são uns amores?)

Hoje em dia, meus maiores focos são Hetalia e Free!, dos quais escrevo RPs e entupo meu computador de doujinshis. Posso Repear com qualquer um, é só chamar :B
Como uma boa fujoshi, vejo yaoi até onde não tem...


(embora esses nunca tenham me enganado owo)

Quero deixar claro que tenho meus ships favoritos, mas eu respeito todos e não farei discriminações :3 (só não reclamem se eu postar muita coisa de um único casal porque OTP~)




Bem, eu sou super novata em quesito Blog, e espero que minhas senpais possam me ajudar *-*"

Sou adepta às fanfictions e uso o nick Double Side, caso alguém queira dar uma olhadinha no meu trabalho ^^ Pretendo postar novidades sobre animes e mangás, reviews e, quem sabe, algumas fics também, mais voltadas ao Blog. Como sou uma pessoa bem ocupadinha (trabalhar, estudar e ter vida social é fácil não, cês sabem <3), não serei a mais presente aqui, mas prometo não abandoná-los e fazer, no mínimo, uma postagem semanal, sem dia fixo (a não ser que eu seja convocada :P).


(tipo fazer bolos e chá...)

Podem me chamar de Rah, que é meu apelido real (sim, criatividade não é o meu foco), e me prontifico a dar o meu melhor! owo7

Bisous et bonne nuit!

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Lovelesss pela Newpop




ciao o/

videl-chan de volta ^^

*cof cof
*tirando a poeira e as teias de aranha.



Peço desculpas pelo sumiço. mas todas nós estávamos enroladas com os estudos T.T
Então. para comemorar o retorno, essa semana e a outra teremos muitos posts sobre novidades e fanfics quentinhas !!!!

A noticia é meio antiga, mas....
LOVELESS será publicado do Brasil!!!!!!! SIM!!!!!!
*pulando de felicidade.
Estamos muito felizes com a notícia. Mais um mangá yaoi abrindo caminho por aqui ^^
Para quem não conhece Loveless, recomendo dar uma passadinha no nosso parceiro Loveless BR que vem dando atenção especial a esse mangá faz muito tempo ^^
(e tb farei um review sobre o mangá x anime em breve )

Em comemoração, irei postar algumas imagens do mangá.
E....em especial pelo nosso retorno *-*
As Soundtracks do anime de LOVELESS !!!!!!! \o/



 



Loveless  Animation OST
 [ link 1] [ link 2 ]







   



Loveless - Vocal Album OST
 [ link 1] [ link 2 ]










Loveless OP & ED Single - Tsuki no Curse / Michiyuki OST
 [ link 1] [ link 2 ]























sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Lançamento!!!! Café Latte Rhapsody


Ciaossu o/
Videl-chan, a desaparecida.
Sexta é dia de lançamento *-------*

bem bem. confesso que estava meio acabada no final do semestre. 
e em seguida o meu desktop deu problema e era onde estava todos os meus mangás que iria postar. 
Então. Para a felicidade de todos. Irei postar um mangá novo do Sinful!!!

Uma boa leitura a todos ^^




 Autor: KAWAI Touko
Ano de Publicação: 2007
Gênero:  Romance, Shonen Ai
Scan: Sinful Project
Volumes: 1 volume
Status Scan: Finalizado
Descrição: Serizawa é um rapaz normal que trabalha em uma livraria, quando um dia conhece um cliente um tanto estranho. Imensamente alto e intenso de olhos, esse estranho é um choque para Seri à primeira vista. Isto é, até que após nova observação, Seri percebe que o estranho alto é, na realidade, um jovem tímido e gentil chamado Keito. Como isso os dois jovens vão se encontrando muitas vezes na livraria e eles começam uma amizade sincera e doce que irá se transformar em amor.
 

Volume 1 Completo - [ link 1] [ link 2]

quarta-feira, 3 de julho de 2013

FANFIC (SPICY =P) DA SEMANA

Konnichiwa, Kitchan desu!

Esta semana, um pouquinho de NC17 pra vocês (finalmente), yeeey \o/

Vocês conhecem Torchwood? Se não, corram pra conhecer!! Se sim, admirem um pouquinhyo de smutty Janto \o/

Summary: Na véspera de Natal, Ianto prepara uma surpresa para Jack.
 E uma imagenzinha pra acender a imaginação de vocês:

DISCLAIMER:

Torchwood e seus personagens não me pertencem, todos os direitos são pro querido-fofo-mestre Russel T. Davies e para a BBC Wales.

CHRISTMAS'S EVE

O zumbido monótono das máquinas do Hub embalava seus pensamentos. O capitão Jack Harkness tentava analisar o último relatório de atividade da fenda que Tosh deixara em sua mesa naquela manhã, mas as palavras se embaralhavam diante de seus olhos. Um cansaço enorme se espalhava por seus membros, mas não era um cansaço físico. Era mais como uma fadiga da alma.

Um toque breve na porta despertou-o. Erguendo a cabeça, viu o rosto de Ianto na fresta, e sorriu de leve.

- Jack? Você já terminou por aí?

- Sim. – ele suspirou e largou o relatório, massageando as têmporas de leve – Não vou conseguir mais nada por aqui hoje. E os outros?

- Já foram embora. Você esqueceu? É Véspera de Natal. – Ianto sorriu de leve – O que me leva à minha próxima pergunta: você fez algum plano para hoje? – Jack ergueu uma sobrancelha, com um sorriso de canto.

- Por quê? Você tem?

- Bem... se você me acompanhar até a sala de reuniões, tenho uma surpresa pra você.

Ianto saiu a passos largos em direção à sala de reuniões, olhando para trás e rindo da cara de dúvida de Jack, que vinha devagar em seu encalço. Ao chegar à porta da sala, Ianto abriu-a com um floreio.

- Ta-dah!

A mesa estava posta para dois, com louça festiva, flores e velas. Uma pequena ceia de Natal se espalhava por ela, incluindo um pudim de Natal em miniatura, não maior que uma xícara de café. O espanto era visível no rosto de Jack, enquanto ele se encaminhava à porta.

- Não, não, não! – Ianto ergueu um dedo, impedindo-lhe o avanço. – Olhe para cima. – Jack ergueu o olhar para o batente da porta e um sorriso satisfeito espalhou-se em seu rosto.

- Visco... muito inteligente. Parece que não tenho escolha. – ele puxou Ianto com força, beijando-o com sede. Ianto entrelaçou os dedos nos cabelos lisos de Jack, entregando-se de todo. Por um longo tempo, os dois saíram do tempo e do espaço, perdendo-se nos lábios um do outro. Quando não podiam mais respirar, partiram o beijo, respirando ofegantes, as cabeças apoiadas.

- Bom, se a noite seguir nesse ritmo, será um excelente Natal. – Ianto deu uma risadinha sarcástica, e Jack sorriu. – Parece que você fez planos ambiciosos, Ianto Jones. Você foi um bom menino este ano?

Ianto não respondeu, apenas dando a volta na mesa, sentando-se de frente para Jack. Seus olhos brilhavam com malícia. Jack não podia fazer nada além de sorrir, satisfeito com a surpresa de Natal.

Depois de uma ceia pontuada de sorrisos e insinuações, Jack terminou de beber com vagar a última taça de champagne, deixando seus olhos pairarem sobre Ianto, que sustentava um de seus sorrisos contidos e irônicos, enquanto desabotoava a gola da camisa, recostando-se na cadeira. O capitão ergueu uma sobrancelha.

- Sabe, Ian... se eu tivesse um pouco mais de energia, arrastava você para debaixo daquele visco de novo.

Ianto soltou uma gargalhada satisfeita, enquanto apontava um dedo para o alto teto da sala. Jack ergueu o olhar e viu que uma rede tecida inteiramente de viscos o tomava. Ele riu com vontade.

- Ianto Jones, você é um maldito gênio.

Ianto ergueu-se e foi até a cadeira onde Jack recostava-se, sentando provocativamente no colo dele, de pernas abertas, os peitos largos tocando-se, as ereções roçando uma na outra. O galês abaixou-se e mordeu o lóbulo da orelha do capitão.

- Agora, - ele falou, num sussurro rouco – é hora de trocarmos presentes.

Jack respirou fundo, as mãos percorrendo as coxas de Ianto e ancorando-se na cintura estreita dele, puxando-o para um beijo sôfrego. Ianto enlaçou o pescoço de Jack, mergulhando as mãos no cabelo liso e sedoso, que sempre parecia cheirar à maresia. Por um longo tempo, os dois se entregaram ao beijo, os corpos pressionados, provocando-se. Jack rompeu o contato, encarando Ianto com seu sorriso diabólico.

- E então, Ianto... você foi ou não foi um bom menino?

- Ah, não... – o galês sussurrou, com a voz enrouquecida enquanto passava lentamente as mãos no peito largo do americano, desabotoando com habilidade a camisa, deixando exposta a pele lisa e dourada. – Eu fui muito, muito travesso. – ele continuou o caminho, seus dedos longos e hábeis encontrando o cós da calça de Jack, libertando a ereção pulsante. Ele começou a acariciar devagar o capitão, masturbando-o com uma lentidão enlouquecedora - Fui travesso no seu escritório... no quarto subterrâneo... na estufa... na mesa da Tosh... nas celas de contenção...

- Não esqueça a enfermaria. – Jack sussurrou, a testa porejada de suor, as mãos cravando-se com mais força na cintura de Ianto, como se ele fosse a única coisa que o impedisse de sair voando.

- Nunca... mas não acha estranho que a sala de reuniões tenha escapado das minhas... travessuras? Acho que já é hora de corrigirmos isso.

Ianto observou o rosto de Jack, acelerando o movimento da mão. Um sorriso mínimo insinuou-se em seu rosto ao ver que Jack mordia os lábios, impedindo qualquer gemido involuntário de lhe escapar. Força do hábito, talvez, derivado de todas as vezes que eles fizeram amor no minúsculo catre subterrâneo de Jack, enquanto os outros trabalhavam no Hub logo acima. Quando sentiu o corpo de Jack retesar-se, aproximando-se do orgasmo, Ianto desacelerou de súbito, até quase parar o movimento. Jack olhou-o através das pálpebras semicerradas, arfando.

- Você é mau, Ianto Jones. E agora vai pagar por isso. - Jack jogou Ianto contra a mesa da sala de reuniões de uma maneira brusca, que fez o outro arfar e soltar um gemido, misto de surpresa e prazer. Ele rasgou a camisa do galês com brutalidade, beijando a pele exposta do peito até o cós da calça. Ergueu o rosto apenas para olhar um instante nos olhos do amante, enquanto abria o cinto e lhe expunha o membro. Deu um sorriso e uma piscadela, antes de abocanhar a ereção do galês.

Ianto soltou um grito animalesco, agitando as mãos em busca de apoio e derrubando as louças e os restos da ceia no chão. As coisas quebraram com estrépito, mas nem mesmo isso pareceu perturbar Jack, que impunha um ritmo cada vez mais implacável com a boca. Enquanto sugava e mordiscava, ele trabalhava com as mãos, tirando as calças de Ianto e penetrando-o lentamente com um dedo. Ianto inspirou com força, agarrando os cabelos de Jack enquanto derrubava o corpo sobre a mesa, perdendo completamente o apoio. Jack subiu, beijando e mordiscando o abdômen e o peito do galês, enquanto o penetrava com os dedos. Olhou nos olhos de Ianto, já nublados, e beijou-o lentamente, deixando o outro sentir o próprio gosto na língua de Jack. Ele rompeu o beijo e encarou o rosto afogueado do galês, com os olhos fechados e a respiração entrecortada. Então, sem nenhum aviso, tirou os dedos e penetrou-o de uma só vez.

Um gemido longo, misto de dor e prazer, escapou dos lábios de Ianto. Antes mesmo que seu corpo pudesse se acostumar à invasão, Jack começou um enlouquecedor movimento de vai e vem, segurando a cintura estreita, inclinando-se para depositar beijos leves no pescoço do outro. Ianto enlaçou a cintura de Jack com as pernas e o pescoço com os braços, içando o corpo de forma que os dois ficassem abraçados, as testas tocando-se, sorrisos idênticos nos lábios. O galês começou a movimentar os quadris de forma mais incisiva, incitando o capitão a acelerar o movimento, sentindo crescer dentro de si aquele prazer explosivo que só Jack fora capaz de lhe proporcionar. Sentindo que o outro não ia aguentar por muito tempo, Jack mexeu-se e estocou fortemente a próstata de Ianto uma, duas, três vezes, até ouvir o outro gritar e sentir o calor do gozo dele entre seus corpos. O prazer na voz do amante levou-o, e com mais dois movimentos de quadril sentiu seu próprio orgasmo chegar, explodindo como uma supernova por trás de suas pálpebras fechadas, enquanto ele gemia o nome de Ianto, buscando-lhe a boca para um beijo sedento. Ainda segurando o galês firmemente contra seu corpo, Jack deitou-se no chão da sala de reuniões, tentando escapar da bagunça de louças partidas e guardanapos espalhados que eles haviam deixado. Abraçou o outro com força, os olhos fechados, aspirando o cheiro característico de café dele, sentindo que ele deitava a cabeça em seu ombro, exausto.

- Esquecemos do pudim de Natal. – Ianto murmurou, com voz sonolenta. – Se não comermos, minha irmã vai me matar. – Jack riu e, com cuidado, soergueu o corpo e pegou o pequeno pudim de Natal nas mãos, partindo-o em dois. Colocou uma metade na boca de Ianto, que deitava de olhos fechados, e comeu a outra, parando de mastigar ao sentir algo duro. Colocou a mão na boca e viu Ianto repetir o mesmo gesto, tirando uma moeda de prata de dentro da boca. Ele já sabia o que ia encontrar na própria boca, então não foi surpresa encontrar um anel dourado, simples, mas belo.

- Um pudim de Natal tradicional, com certeza. – ele falou, sorrindo, enquanto pegava a mão esquerda de Ianto e deslizava o anel em seu anelar, beijando-lhe a mão em seguida. – Feliz Natal, Ianto. – Ianto sorriu, colocando a moeda de prata sobre o peito de Jack.

- Feliz Natal, Jack. Faça um desejo. – Jack olhou fundo nos olhos de Ianto, sussurrando com os lábios encostados aos dele.

- Não preciso.

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Lançamento!!!! Bukyou na Silent



Ciaossu o/

videl-chan de volta ^^
Sexta é dia de lançamento *-------*
E o projeto dessa vez é do mangá  Bukyou no silent em parceria com o Sinful Project.
Esse é um dos meu projetos favoritos por ser muito fofo!
E boa sorte para a Juka e a Kero-chan na faculdade. ^^
Uma boa leitura a todos ^^




Autor: Takanaga Hinako
Ano de Publicação: 2004
Gênero: Comédia, Romance, Vida Escolar, Yaoi
Scan: Sinful Project
Volumes: 3 volumes
Status Scan: Finalizado
Descrição: Tamiya Keigose confessou para Toono Satoru e pediu para sair com ele, mas todos Satoru apenas olha fixamente para ele, sem dizer uma palavra. A verdade é que Satoru está tão feliz que ele poderia estourar! Ele teve uma queda por Tamiya por muito tempo e nunca pensei que os sentimentos podem ser mútuo. Infelizmente para Satoru, ele nunca mostram suas emoções em seu rosto e tem dificuldade de se expressar. Naturalmente, isso faz com que todos os tipos de mal-entendidos. Será que ele vai ser capaz de expressar seus verdadeiros sentimentos para Tamiya? Será Tamiya aprenderá a ler o rosto inexpressivo de Satoru?




Volume 1

Capítulo 1 - [link 1] [link 2]
Capítulo 2 - [link 1] [link 2]
Capítulo 3 - [link 1] [link 2]
Capítulo 4 - [link 1] [link 2]
Capítulo 5 - [link 1] [link 2]
   Capítulo Extra - [link 1] [link 2]

Volume 2

Capítulo 6 - [link 1] [link 2]
Capítulo 7 - [link 1] [link 2]
Capítulo 8 - [link 1] [link 2]
Capítulo 9 - [link 1] [link 2]
 Capítulo 10 - [link 1] [link 2]
  Capítulo Extra - [link 1] [link 2]

Volume3

Capítulo 11 - [link 1] [link 2]
Capítulo 12 - [link 1] [link 2]
Capítulo 13 - [link 1] [link 2]
Capítulo 14 - [link 1] [link 2]
Capítulo 15 - [link 1] [link 2]
      

quarta-feira, 26 de junho de 2013

FANFIC DA SEMANA \O/

Konnichiha, minna! Ohisashiburi, da ne?

Kitchan ficou sem postar na semana passada (again), e pede um milhão de desculpas >.<

Para compensar, vai completa uma coleção de Drabbles, resumindo uma noite na vida de Harry Potter e Draco Malfoy =D

Com vocês... CENAS ÍNTIMAS.

I
Ventava forte, o que não ajudava o loiro na hora de acender o cigarro. Uma mecha teimosa da franja teimava em tentar entrar no seu olho, deixando-o mais irrritado ainda. Maldição, ele estava atrasado. De novo.

Draco puxou com toda a força uma tragada, e estreitou os olhos ao reconhecer ao longe o vulto de cabelos desgrenhados que vinha correndo em sua direção. Harry parou na frente dele, arfando, com a mão apoiada na lateral do corpo e uma careta de dor.

- Está atrasado. – Draco grunhiu.

- Eu sei. – Harry arfou – Mas me prenderam de novo em outra daquelas malditas sessões de aconselhamento.

- É a terceira vez essa semana.

- Eu sei. – ele levantou os olhos,abrindo um sorriso tímido – Sinto muito, Dray, mesmo.

Draco amoleceu ao ouvir o apelido carinhoso, e se permitiu um meio sorriso. Jogou o cigarro no chão, apagou-o e lançou os braços em torno de Harry, apoiando a cabeça no ombro dele.

- Eu não sei como agüento isso, sabia? Você sempre acaba me vencendo com essa carinha de cachorrinho arrependido! – ergueu o rosto e depositou um beijo leve nos lábios do moreno. – Anda, Jean-Pierre disse que conseguia segurar a reserva por um tempo. A gorjeta hoje é por sua conta, e é bom que seja generosa.

Harry enterrou o nariz nos cabelos platinados, aspirando o perfume suave deles, escondendo um sorriso maroto. Sabia bem aonde esse mau humor de Draco acabaria levando os dois.

II
-Haaaaarryyyyyyyy... – ele ouviu a voz sussurrando no seu ouvido – Harryziiiinhooooo... você está me devendo algooooo...

Harry fingiu continuar dormindo, pra ver aonde a brincadeira ia levá-los. Sentiu uma respiração morna em seu pescoço, seguido de um roçar suave, quase inexistente, de lábios em sua orelha. Segurou a respiração, tentando não gemer. Uma mão fria deslizou pela sua cintura, e começou a insinuar-se através do elástico das boxers.

- Harry... se você continuar dormindo, vai perder toda a diversão... – sentiu uma mordida leve na orelha, enquanto a mão gelada, descendo cada vez mais, segurou com força seu membro, que enrijeceu de pronto. – Ou não. – a voz deu uma risadinha.

Harry não resistiu e virou-se, ágil, prendendo o corpo do outro no colchão. Os olhos cinzas, quase prateados, o encararam com divertimento.

- Olha só quem acordou pra brincar...

- Draco... – Harry rosnou – Você está pedindo...

- Estou mesmo. Vou ganhar?

O moreno lançou-se sobre o corpo esguio e pálido do outro. Draco ia ver se ia ganhar ou não.

III
- Dray?

- Huuuum?

- Você está me esmagando.

- Harry! Você está dizendo que eu estou gordo?

- Não. Estou dizendo que seu lindo queixo pontudo está apoiado numa região um tanto sensível anatomicamente.

- Ops. Desculpe.

- Uff. Bem melhor. Deita aqui no meu braço.

- Huuuuum... você está quentinho, Harry. Eu gosto.

- Eu sei. Vem cá, seu loiro gelado, que eu vou te esquentar.

- Harry...

-Huuum?

- Estou com fome.

- Eu também.

- Quero rabanadas.

- Boa idéia...

- E chá preto.

- Ótimo.

- Com creme e açúcar.

- Huuum...

- Harry?

- Quê?

-Por que você ainda não levantou pra buscar a comida?

- Abusado!

IV
- Harry?

- Hum? – Harry serviu-se de café preto, enquanto arrumava a gola das vestes oficiais do ministério.

- Você é feliz? – ele virou-se para Draco, que olhava para a xicara de chá que tinha em mãos

- O que você quer dizer?

- Comigo. Você é feliz comigo? – Harry suspirou e sentou-se.

- Draco... você tem um gênio do cão. É sarcástico, mal humorado, paranoico, maníaco por organização, nunca admite quando está errado... e é passional, possessivo, positivamente ninfomaníaco e tem um passado tão pesado quanto o meu.

Draco permaneceu em silêncio, os olhos começando a embaçar com lágrimas.

- É óbvio que eu sou feliz com você.


quinta-feira, 20 de junho de 2013

Especial imagens *-*


Ciaossu o/

Todas nós estamos sumidas por estarmos encrencadas com o semestre na faculdade.
Desculpem pelo  atraso nos posts. Essa semana iremos lançar mais um projeto do sinful projetc.

E o post especial de hoje é imagens de Katekyo Hitman Reborn.
Espero que apreciem ^^